inverno

o cheiro de carne
a chuva entravalhe
por cada ponto da pele,
serenamente
abolutamente penetrante,
esplêndida nuvem de calor
pesada
flamejando
em plena
noite de solstício
atraíndo os gaviões os urubus
farejantes do horizonte
velocíssimo

"Os bárbaros são estes,
dizia, já não há
que buscarlos

Um comentário:

Francis Carnaúba disse...

Um autor, para falar da força da natureza, disse que a lua tem duas noites de idade e ele tem uma. Gostei da descrição.